CEUB SP/Embu das Artes fecha série contra Santa Tereza e pega CHR na final

O CEUB SP/Embu das Artes garantiu na bola o direito de decidir mais um título inédito em sua curta trajetória de pouco mais de três anos. Os #lobosdoembu alcançaram sua oitava final de campeonato, sendo quatro títulos e quatro pratas, incluindo as categorias de base. O grupo, com média de idade de 22 anos, mostrou superioridade nos playoffs semifinais da Copa Basquete Sul 2018/19 - adulto masculino ao vencer a partida decisiva contra o forte Santa Tereza por 61 x 45 (após empate em 26 pontos no primeiro tempo) e fechar em 2 a 1 a etapa.

Em confrontos diretos contra o adversário local, foram quatro vitórias contra duas derrotas. Em partidas amistosas, foram mais dois resultados positivos, somando uma vitória com o grupo CHR/CEUB, na quadra do Tereza. Em sua segunda participação na CBS, criada em 2017, é o melhor resultado do Centro Esportivo Unidos de Embu das Artes, já que no primeiro ano, a equipe parou nas quartas-de-final. Na decisão do título, o Projeto CEUB Basquete enfrenta, em série melhor-de-três, o invicto CHR Basketball. Na única final entre os clubes, os gorilas venceram por 36 x 35, no I Torneio de Basquete CEU Cantos Do Amanhecer, em 2018, em um resultado controverso em que a arbitragem deu a vitória aos lobos, mas a organização do campeonato reverteu a decisão, condecorando os gorilas.

Na fase de classificação da CBS, o grupo da zona sul foi superior novamento, ganhando por 100 x 76, no último encontro da fase inicial. Na temporada, as duas equipes foram as melhores na fase de classificação, O técnico Fernando Pratti, que já teve a oportunidade de comandar o grupo CHR/CEUB, que uniu os dois times na temporada passada para a disputa de um campeonato na região do Grande ABC, acredita que a série não será fácil para sua equipe atual. "O CHR é um time realmente forte, dedicado nos treinamentos e com um entrosamento de décadas. São sempre favoritos em uma competição, mas o CEUB entra como franco atirador e disposto a fazer história. Há mais de um ano, quando perdemos o título no torneio do CEU, o grupo amadureceu bastante e desenvolveu um estilo próprio de jogo", afirma Pratti. "Independentemente do favoritismo, os adversários têm duas pernas e dois braços, como nós. Então, a diferença está na cabeça, em acreditar que é possível, em ter inteligência emocional e ser aguerrido. Podemos comparar como a luta do pequeno Davi contra o gigante Golias. O futuro rei de Israel se aproveitou da única chance que tinha e soube utilizá-la sabiamente", recorda.



Em pé: Fernando Pratti, Hugo James, Rangel Júnior, Luiz Felipe, Luis Mineiro, Leo Gambaran e Deivid Santos
Agachados: Yago Kennedy, Gabriel Freitas, Alê Gaia, Sergio Tadeu, Daniel Gonçalves e Vinícius Dantas

     

© Copyright CEUB Basquete 2019

SEJA PARCEIRO

YouTube Twitter Fale Conosco Instagram Facebook Facebook CEUB SP Resultados Projeto CEUB Store Copa Basquete Sul Sudract Embu das Artes Aktion Store